STJ: ANULADA DECISÃO QUE AFASTOU PODER FAMILIAR POR ADOÇÃO À BRASILEIRA SEM EXIGÊNCIA DE ESTUDO SOCIAL

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou a sentença de destituição do poder familiar de uma mãe biológica e do pai registral proferida com o fundamento de que a ocorrência de adoção irregular seria suficiente para a medida. Com o provimento parcial do recurso, o colegiado determinou a realização de estudo social, conforme requerido pelos recorrentes, para definir qual a melhor solução para o caso, do ponto de vista dos interesses da criança.
Leia Acórdão na íntegra:
[private]
Resp Nº 1.674.207 poder familiar em adoção a brasileira

[/private]

Fale conosco
Send via WhatsApp