30 ANOS DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE SERÃO DISCUTIDOS EM EVENTO DA EPM E DA CIJ

A Escola Paulista da Magistratura (EPM) e a Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de São Paulo promoverão no dia 26 de fevereiro a palestra Os 30 anos do ECA: crianças e adolescentes brasileiros e seus direitos tão humanos, sob a coordenação dos desembargadores Reinaldo Cintra Torres de Carvalho e Antônio Carlos Malheiros e do juiz Paulo Roberto Fadigas Cesar. O evento será realizado on-line das 15 às 17 horas, com acesso na Central de vídeos da CIJ. Para se inscrever, o interessado deverá acessar até o dia 22 de fevereiro a área Inscrições do site da EPM, clicar no nome do curso e em seguida em “Realizar login”.

A exposição será proferida pela juíza aposentada Dora Aparecida Martins, especialista em Direitos Humanos e Direito da Família e integrante do Instituto Brasileiro de Direito da Criança e do Adolescente (Ibdcria/ABMP) e da Associação Juízes para a Democracia (AJD).

São oferecidas 700 vagas, gratuitas e abertas a magistrados e servidores do Tribunal de Justiça, promotores de Justiça e servidores do Ministério Público, defensores públicos e servidores da Defensoria Pública, integrantes e servidores das secretarias estaduais e municipais, advogados, delegados, assistentes sociais e psicólogos, profissionais da rede de garantia de direitos da criança e do adolescente e demais interessados. Haverá emissão de certificado àqueles que registrarem presença.

Ao acessar a área Inscrições do site da EPM, o interessado deve clicar no nome do curso e em seguida em “Realizar login”. Magistrados e funcionários do TJSP deverão clicar no ícone “Entrar com @tjsp.jus.br”, preencher e-mail e senha do correio eletrônico e seguir as instruções indicadas. Os demais interessados deverão clicar em “Inscreva-se agora” para criar sua conta de usuário e senha. Após realizarem o login, deverão selecionar a modalidade e clicar em “Inscrever-se”. A seguir, deverão preencher as informações seguindo as instruções apresentadas e confirmar a inscrição. Oportunamente, será remetido e-mail confirmando a inscrição. Não há necessidade de efetuar matrícula.

Fonte: TJSP (18/02/2021)

você pode gostar também More from author

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.