NAMORADOS CONFINADOS JUNTOS BUSCAM ADVOGADOS PARA EVITAR UNIÃO ESTÁVEL

Segundo advogado, morar junto descaracteriza namoro porque tem troca econômica.

Finanças pessoais: Escritórios de advocacia começam a receber uma demanda típica da quarentena. Casais de namorados que decidiram se confinar juntos querem garantir que o período de isolamento não configure união estável.

Orçamento familiar: Segundo Luiz Kignel, do escritório PLKC, a experiência de morar junto tende a descaracterizar um namoro, porque envolve troca econômica. Porém, para clientes preocupados, ele tem dito que a excepcionalidade da pandemia pode valer como justificativa de que o relacionamento não foi tão longe.

Separação de bens: Para Maria Alice Deucher, do Moreau Valverde, que também foi consultada, os casais que desejam maior segurança podem fazer um contrato de namoro, sem necessidade da participação de um advogado. ​

Fonte: Folha de S. Paulo (28/05/2020)

você pode gostar também More from author

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.